Condições de funcionamento

Dessalinizadores abandonados serão recuperados pelo Estado

POR: Redação com Agência Alagoas
O propósito da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos é de contribuir com as famílias que atualmente não contam com este mecanismo para o abastecimento de água (Foto: Ascom Semarh)

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) instituiu, por meio da portaria 446/2015, a Comissão de Avaliação dos Sistemas de Dessalinização. O trabalho leva em consideração a necessidade de analisar as condições de funcionamento dos sistemas implantados na região do Semiárido.

Independentemente de quem seja a responsabilidade, o secretário de Meio Ambiente, Alexandre Ayres, autorizou a publicação da portaria no Diário Oficial do Estado na última quinta-feira (20), para dar início ao mapeamento dos aparelhos em situação precária e de abandono.

“Identificamos muitos sistemas de dessalinização abandonados há mais de 15 anos Sertão. Os sistemas foram instalados pela Universidade Federal de Campina Grande em convênio com o Banco Mundial. O estado não quer saber de quem é responsabilidade de manutenção dos equipamentos. O nosso objetivo é colocá-los em funcionamento novamente para beneficiar as famílias que estão vivenciando o período da estiagem e ajudá-los a conviver com a seca. Ao levar estas justificativas em consideração, autorizamos a instituição de uma comissão para fazer este trabalho”, explicou o secretário.

A Comissão de Avaliação dos Sistemas de Dessalinização é composta por Victor Medeiros, coordenador administrativo da Semarh; Michelle Beltrão, superintendente de Programas e Projetos; Ana Cristina Azevedo, coordenador do Programa Água Doce (PAD); e Maurício Malta, engenheiro.
Segundo Michelle Beltrão, a Semarh já elaborou um cronograma de ações para atuar de maneira séria e organizada em conjunto com os municípios onde os sistemas de dessalinização foram incorporados.

“Precisamos identificar os sistemas abandonados na região do Sertão. Iremos encaminhar um ofício para todas as prefeituras do Semiárido com um questionário para que elas nos informem onde estão localizados os sistemas de dessalinização sem funcionamento ou simplesmente abandonados. A partir deste diagnóstico, abriremos um processo de contratação de uma empresa para realizar a recuperação das máquinas e acompanhar de perto todas as medidas previamente organizadas pela Semarh”, ressaltou a superintendente de Programas e Projetos.

O propósito da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos é de contribuir com as famílias que atualmente não contam com este mecanismo para o abastecimento de água. Além disso, será firmado com os municípios um termo de cooperação técnica para assumir as responsabilidades dos sistemas sob a orientação do governo.

Comentários