Edir Macedo fala sobre a Record e diz que não se opôs à contratação de Xuxa

POR: 7 Segundos, Na Telinha
EDU MORAES/TV RECORD

O Bispo da Igreja Universal do Reino de Deus e dono da Rede Record, Edir Macedo, deu uma longa e reveladora entrevista ao jornalista Roberto Cabrini, dentro de uma edição especial do "Conexão Repórter", neste domingo (26) no SBT.

Foi a primeira cedida a um jornalista fora do Grupo Record de Comunicação, sendo totalmente negociada e intermediada por Silvio Santos, que inclusive, cedeu uma hora e meia de sua atração para exibir esta entrevista.

Dentre os assuntos levantados, logicamente, Edir falou sobre a compra da Record e da contratação da apresentadora Xuxa Meneghel em abril deste ano. Sobre a primeira, o Bispo disse que ficou mais visado como dono de uma rede e afirmou que a Record mudou a forma do brasileiro ver a notícia na TV: "Eu fui visado, muito visado. Logo eu, uma pessoa tão frágil. Por esse lado, a compra foi cruel. Depois da Record, o Brasil teve outro rumo. Até então tínhamos a Rede Globo como informação única nesse país. Com a Record tivemos a oportunidade de deixar o povo brasileiro ciente do outro lado dos fatos. Isso fez o Brasil despertar. Hoje temos um Brasil democrático, eu diria, em grande parte por causa da Record".

Edir comentou sobre o motivo da Record, mesmo sendo controlada por Bispos, ter programação religiosa apenas nas madrugadas: "As pessoas não tem tempo, de dia, para ver as nossas prédicas. Você sabe que as pessoas que estão sofrendo, sofrem à noite, especialmente pela madrugada".

Já sobre a contratação de Xuxa, Edir confirmou que foi consultado e não se opôs, dizendo que se é bom para o canal, é bom para ele também: "A Record tem vida própria. Fui

perguntado se havia alguma objeção à contratação da Xuxa. Eu disse 'não'. Se é bom para a Record, é bom pra mim. Nossa filosofia é dar liberdade às pessoas em quem nós confiamos".

A edição especial do "Conexão Repórter" chegou a picos de 10 pontos logo após o término do "Fantástico", vencendo a Globo e sendo líder de audiência durante alguns minutos. A média transitou entre 7 e 8 pontos. Os dados são prévios e refletem a preferência de um seleto grupo de telespectadores na Grande São Paulo.

Comentários