mais polêmica

[Vídeo] Em rádio, Jaelson e Zé da Danco discutem sobre saída do técnico do ASA

POR: Redação
Jaelson Marcelino
Assessoria

O clima segue quente entre o técnico Jaelson Marcelino e o vice-presidente do ASA, Zé da Danco. Ontem, na Rádio 96 FM, os dois participaram de um programa e discutiram sobre a saída do treinador do comando da equipe.

A polêmica começou após Jaelson ficar sabendo que não seguiria no clube para a sequência da temporada e que o ASA já teria contratado um treinador. Zé da Danco começou falando que tratou Jaelson de forma educada e negou que já tinha acertado com o técnico Carlos Rabello para a Série D do Campeonato Brasileiro.

Jaelson leu uma mensagem na qual o dirigente enviou dizendo um time para ele escalar e com as mudanças no segundo tempo. Zé da Danco disse que foi apenas uma sugestão, como qualquer patrão faz com o empregado. O dirigente do ASA falou que Jaelson já sabia que foi contratado para os últimos dois jogos da primeira fase do Campeonato Alagoano. Como a classificação veio, ele ficaria apenas para as quatro partidas finais do estadual. Jaelson falou que era para ter saído ao fim da fase de classificação, mas queria levar o clube para a final e sair por cima.

Ao justificar a entrega do cargo, o técnico disse o seguinte: “Chamei o presidente Ivnes e falei que iria sair e o novo treinador teria mais tempo para treinar o time. E eu não ficaria até o dia 8 [de abril] no clube com a cara de bunda, sabendo que estava dispensando. Ele chegaria e teria 13 dias para treinar o time para estrear na Série D. Eu quero que o ASA suba, por isso que eu sai. Era para ter saído na hora que o senhor [Zé da Danco] me ofereceu o cargo de superintendente de futebol. Eu nem sei o que é isso. Era para ter saído naquela hora, me arrependi depois que não sai. Mas eu tinha o sonho de colocar o ASA na final e sair por cima. Falei com o Rodrigo que, independente de qualquer coisa, eu vou sair do ASA, porque foi uma falta de respeito comigo”.

Zé da Danco rebateu o técnico e comentou: “Você não esperou nem chegar em Arapiraca. O nosso presidente ia pegar o carro no Rei Pelé e você entregou o cargo a ele, nem no vestiário foi. Então, esse negócio de sair de vítima e jogar as pessoas na jaula do leão não é justo pela forma como nós lhe tratamos. E não é só agora, é sempre. Acho errado que você tome suas decisões precipitadas e fora do eixo de uma reunião importante. Na hora de lhe contratar, você reclamou do presidente do Dimensão Saúde que lhe demitiu por telefone. Nós contratamos você sem ser por telefone. Chamamos você em Arapiraca, sentamos e definimos por dois jogos, depois por mais quatro jogos. Acho que você está sendo injusto. O único diretor que lhe procurou para conversar sobre o que realmente aconteceu com o professor Carlos Rabello fui eu. Tive respeito com você para lhe informar e não receber as informações via WhatsApp e imprensa. Tive dignidade e consideração a você.”

Fora de tudo isso, o elenco do ASA segue treinando visando a disputa do terceiro lugar contra o Coruripe. O primeiro jogo será no sábado (31), às 19h, em Coruripe. Quem levar a melhor nesse confronto garante uma vaga na Copa do Brasil 2019.

Confira o vídeo:

 

ASA Campeoanto Alagoano Jaelson Marcelino zé da danco

Veja Também

Comentários