F1

Massa ressalta torcida e carinho pela Williams, mas avalia pré-temporada em Barcelona “sem tempos bons”

POR: 7 Segundos Arapiraca, Grande Prêmio
Felipe Massa
Rodrigo Berton/Grande Prêmio

Felipe Massa deixou a Williams e a F1 como um todo como piloto no fim da última temporada, mas segue em contato com amigos deixados na equipe britânica, além de acompanhar todas as movimentações dos testes de pré-temporadas. Apesar de toda a torcida e o carinho após quatro anos em Grove, Massa é realista: os tempos logrados em Barcelona não foram positivos.

Grande estrela dentre os pilotos convidados para a disputa da Corrida de Duplas, prova que abre a temporada 2018 da Stock Car neste sábado (10) em Interlagos, Felipe Massa mantém seu olhar atento ao que acontece à F1. Além de analisar os lançamentos dos carros e notar as sutis, porém importantes diferenças em relação aos modelos do ano passado dando zoom nas fotos, o brasileiro também acompanhou os testes de pré-temporada, que se encerraram na última sexta-feira em Barcelona. E, ao falar da sua ex-equipe, Massa ressalta o carinho e a torcida, mas ao mesmo tempo é realista: “A Williams não está fazendo tempos bons”.

Grande estrela dentre os pilotos convidados para a disputa da Corrida de Duplas, prova que abre a temporada 2018 da Stock Car neste sábado (10) em Interlagos, Felipe Massa mantém seu olhar atento ao que acontece à F1. Além de analisar os lançamentos dos carros e notar as sutis, porém importantes diferenças em relação aos modelos do ano passado dando zoom nas fotos, o brasileiro também acompanhou os testes de pré-temporada, que se encerraram na última sexta-feira em Barcelona. E, ao falar da sua ex-equipe, Massa ressalta o carinho e a torcida, mas ao mesmo tempo é realista: “A Williams não está fazendo tempos bons”.

Massa falou ao portal GRANDE PRÊMIO em Interlagos durante os trabalhos com a Cimed, que o convidou para fazer dupla com o pentacampeão Cacá Bueno na Stock Car. Felipe reiterou todo seu apreço pela Williams, desejando o melhor para a equipe.

Ao ser questionado se, com uma dupla bem mais jovem e inexperiente em 2018, com Lance Stroll e Sergey Sirotkin, a Williams sentia saudades da sua vivência na F1, Massa despistou.

“Ahhhh, cara [risos]. Pra falar a verdade, cara, não é meu jeito, falar... Encerrei, estou feliz com minha decisão, não tenho nada a lamentar, espero o melhor para a equipe. Não tenho o que dizer, até porque não estou acompanhando. Então é difícil você falar uma coisa sem estar lá acompanhando”, comentou.

Contudo, com a experiência de 15 anos e 269 largadas na F1, Massa tem o olhar clínico ao analisar a pré-temporada da sua ex-equipe. Que em nada o impressionou. 

“A gente vê que a Williams não está fazendo tempos bons, isso até agora, mas não sei se eles fizeram uma simulação de classificação 100%. Mas acho que é importante conseguir falar algo positivo quando você vê uma equipe virando rápido, com tempos importantes, e isso por enquanto não aconteceu”, salientou.

“Mas espero o melhor para a equipe e espero que isso aconteça, pelo carinho que tenho por eles e por tudo o que a gente viveu juntos”, finalizou.

No oitavo e último dia de pré-temporada em Barcelona, a Williams ficou na rabeira dos testes, com Lance Stroll registrando o último tempo dentre os 12 pilotos que foram à pista. Sergey Sirotkin, que rodou a maior parte da sexta-feira e completou 106 voltas, também não foi muito além e terminou como décimo na tabela de tempos, 1s9 atrás da melhor marca, registrada por Kimi Räikkönen, da Ferrari.

F1 massa velocidade

Veja Também

Comentários