Quarta temporada

TUF estreia com nocaute de cinema e Anderson preocupado com 'vandalismo'

POR: 7 Segundos, UOL Esporte
(FotoAndré Durão / Globoesporte.com

Ainda sob a sombra do doping de Anderson Silva, o The Ultimate Fighter Brasil 4 estreou na madrugada desta segunda-feira na Globo. Como é tradicional, o primeiro episódio foi focado na primeira série de lutas do reality show, para definir os classificados a entrar na mansão dos lutadores e seguir na disputa por dois contratos do UFC: um na categoria galo e um na leve. Bruno Korea foi o destaque da noite, com um nocaute avassalador, e ainda houve uma fratura de maxilar, tirando Gustavo Sedório da competição..

Nesta edição, Anderson Silva e Maurício Shogun foram selecionados como técnicos, mas o ex-campeão dos médios só ficará por três episódios, por conta de seu caso de doping – Anderson foi retirado do reality a pedido da Comissão Atlética de Nevada. Um dos enfoques deste programa de estreia foi o fato de as gravações serem em Las Vegas, sendo a primeira viagem ao exterior de muitos participantes. Nas outras edições, São Paulo sediava as gravações.

"Tô animado, é uma experiência nova. Eu sempre comentei com meus alunos que acho que sou melhor treinador que lutador. Acredito que vou poder passar minha experiência para que eu possa ajudá-los", disse Anderson, que nesta fase da gravação ainda não imaginava que seria excluído. Ele ainda pediu: "evitem vandalismo, porque isso não combina com nenhum lutador", disse, citando temporadas anteriores marcadas pelas pegadinhas e bagunça dos lutadores.

Os participantes ganharam de presente do UFC uma ida ao UFC 183 – realizado no fim de janeiro – para acompanhar a vitória de Anderson Silva sobre Nick Diaz.

Korea: nocautaço

De volta à fase de lutas, metade dos classificados a morar na mansão dos lutadores foi decidida. Avançaram Bruno Korea, o argentino Nazareno Malegarie, Joaquim "Neto BJJ" Silva, Dileno Lopes, Matheus Nicolau, Glaico "Nego" França, Bruno "Bulldog" Silva e Erick "Índio Brabo" da Silva.

A melhor luta do episódio de estreia do TUF Brasil 4 foi de pesos galo. Bruno Korea Mesquita, do Rio de Janeiro, enfrentou o ex-graduando em química Franklyn "Arrocha" Santos, do Sergipe.

Especialista em taekwondo, Korea demorou a se soltar, mas, quando conseguiu, venceu com direito a show. Um chute rodado atingiu em cheio o rosto de Arrocha, e foi o suficiente para definir o nocaute.

Na segunda luta, pelo peso leve, Joaquim "Netto BJJ" Silva, de Goiás, enfrentou Carlos "Mistoca" Costa, por nocaute técnico. A luta chegou ao terceiro round – normalmente são dois, mas houve empate -, e Joaquim Silva conseguiu superar o oponente. Dileno Lopes, que participou das eliminatórias do TUF Brasil 1, finalizou Renato "Franguinho" Mônaco, encaixando um mata-leão, ainda no primeiro round, avançando entre os galos.

Segundo argentino a participar do reality, Nazareno "El Tigre" Malegarie fez a única luta que foi para a mão dos árbitros laterais, mas venceu Edson "PC" Pereira, no peso leve.

Fratura de maxilar

Outro momento impactante da estreia desta quarta edição foi na luta entre o peso galo Bruno "Bulldog" e Gustavo Sedório. Bruno logo no começo da luta disparou um chute frontal no rival. A luta seguiu, mas, no intervalo, o médico constatou que Sedório estava com o maxilar fraturado.

Como o lutador não poderia se manter no combate lesionado, o árbitro interrompeu a luta e definiu o nocaute técnico em favor de Bulldog, que comemorou: "Acertei uma ponteira no queixo e vi que ele ficou mal. Eu vou mostrar meu jogo para o UFC e para o mundo."

Completando o primeiro episódio, o peso galo Matheus Nicolau finalizou Mateus "Pitbull" Vasco com um mata-leão no primeiro round, assim como Glaico "Nego" França venceu Raush "Cavalo de Guerra" Manfio, no leve. Bruno "Bulldog" Silva bateu Gustavo Sedório por nocaute técnico no primeiro round, no peso galo e Erick "Índio Brabo" da Silva derrotou Gabriel Macário por nocaute técnico no segundo round, na categoria leve.

No próximo episódio, os outros oito lutadores que entrarão na casa serão revelados, e possivelmente já haverá a divisão dos times de Shogun e Anderson (que depois do terceiro programa será substituído pelos irmãos Nogueira).

Confira quem avançou:

Galos:

Bruno Gustavo "Bulldog" (8-2), 24, Piracicaba, SP
Bruno Korea (4-0), 23, Rio de Janeiro, RJ
Dileno Lopes (17-1), 30, Manaus, AM
Matheus Nicolau (10-1), 21, Belo Horizonte, MG

Leves:

Erick Silva "Índio Brabo" (14-4), 25, Amazonas
Glaico França "Nego" (12-3), 23, Camboriú, SC
Nazareno Malegarie "El Tigre" (27-3), 28, Argentina
Joaquim "Neto BJJ" (7-0), 25, Goiânia, GO

Comentários