Michael Schumacher deixa hospital na Suíça

POR: Band Sports
José Jordan/AFP

Michael Schumacher vai continuar o seu tratamento em casa. Ele deixou o hospital em Lausanne nesta terça-feira onde se recuperava de um acidente de esqui sofrido no final do ano passado. Antes da internação na Suíça, o ex-piloto alemão passou quase seis meses em coma em um centro de saúde de Grenoble, na França.

Na semana passada, a família já havia mostrado a intenção de que o heptacampeão da Fórmula 1 estivesse no lar até o Natal para dar prosseguimento ao processo de recuperação.

Em nota, os familiares do piloto disseram que a saída se deu pela evolução no estado de saúde de Schumacher:

"Tendo em conta as graves lesões que ele sofreu, houve uma evolução nas últimas semanas e nos últimos meses. Ainda há, no entanto, um longo e árduo caminho a percorrer. Pedimos que a privacidade da família de Michael continue a ser respeitada e que não haja especulações sobre o seu estado de saúde", diz a nota oficial.

Segundo a revista alemã Focus, apesar da recuperação, Schumi ainda precisa de assistência constante durante todo o dia e ninguém sabe dizer quanto tempo será necessário para ele reaver sua capacidade motora, voltar a falar e recuperar a memória.

Confira abaixo a íntegra da nota oficial:

"Daqui em diante, a recuperação de Michael Schumacher ocorrerá em sua casa. Considerando as graves lesões sofridas no acidente, houve grande progresso nas últimas semanas e meses.

Contudo, ainda há um longo e difícil percurso pela frente. Gostaríamos de estender nossa gratidão a toda a equipe do Centro Hospitalar Universitário de Vaud, por seu trabalho minucioso e competente.

Pedimos que a privacidade da família de Michael continue a ser respeitada, e que as especulações sobre seu estado de saúde sejam evitadas.

Não se deve presumir que grandes mudanças em seu estado de saúde foram as razões para a mudança no local do tratamento e não houve qualquer obra em sua residência para tornar esta mudança possível".

Comentários