Pesquisas mostram que redes sociais têm limitações para compreensão dos verdadeiros amigos


O que representa ter milhares de amigos no Facebook ou no Twitter? Muito pouco, porque estudos mostram que uma pessoa consegue se relacionar com poucas delas. Entre 120 e 290, mostra uma pesquisa do antropólogo inglês Robim Dunbar. Ele afirma que nossa capacidade cerebral tem limitações para prestar atenção no que os outros dizem ou escrevem.

Outro estudo, de uma agência de publicidade, informa que de cada 150 amigos do Facebook, há interesse real por apenas 19 e que vamos atrás de diálogo com apenas sete e recebemos retorno só de cinco.

As pesquisas também mostram que vários amigos que aparecem nas redes sociais na verdade nem são conhecidos de quem aceita aquela amizade. Em geral, chegam através de outros contatos, para tornar o número de amigos grandioso e parecer popular.

Comentários