Igreja Nova

Condenado por improbidade administrativa, vereador diz que é inocente

Manoel Messias afirmou que vai recorrer da decisão do TJ Alagoas

Vereador Messias do Jenipapo (Facebook)

O vereador Manoel Messias dos Santos afirmou no plenário da Câmara de Igreja Nova que vai recorrer da decisão judicial que o condenou por improbidade administrativa.

Ele se declarou inocente durante discurso que fez na casa legislativa nesta terça-feira, 14 de novembro. Em 2012, quando era presidente da Câmara de Vereadores de Igreja Nova, Messias do Jenipapo – como é conhecido na cidade – passou um cheque do Poder Legislativo como garantia de pagamento para uma compra de gado, conforme informa o Tribunal de Justiça de Alagoas.

Sem citar a decisão judicial em seu discurso e referindo-se ao fato apenas como um problema que circula nas redes sociais, Manoel Messias afirmou que nunca fez qualquer tipo de negócio e nem entregou cheque para Jailton Vasconcelos, empresário citado no processo e também condenado na mesma decisão.

Em tom desafiador, disse que não perderá o mandato (contrariando a ação que suspende seus direitos políticos por 8 anos, além da multa em R$ 8.800,0) e que será reeleito no próximo pleito porque tem o ‘nome limpo’ e uma vida política ‘sem mancha’ na Câmara de Igreja Nova.

Câmara de Vereadores de Igreja Nova Igreja Nova Vereador Manoel Messias

Comentários