cobranças

Responsável pelo abastecimento de água em Igreja Nova compara vereadores a prestanistas

Representante da prefeitura foi ao plenário da Câmara

Cidade de Igreja Nova - AL
Reprodução

O responsável pelo serviço de abastecimento de água para a zona rural de Igreja Nova surpreendeu vereadores durante a sabatina realizada nesta terça-feira, 30. Sem arrodeio, Jaime Silva Neto comparou os legisladores aos prestanistas que vendem produtos diversos porta a porta e voltam para as ruas para receber o pagamento.

“Aqui só se fala em cobrança, só se fala em prestação, parece esse pessoal que vende e cobra de todo mundo”, disse o chefe do sistema de abastecimento no município ribeirinho atendido pela Casal somente na cidade, sendo a área rural de responsabilidade prefeitura.

Ao contrário do governo estadual, o município não cobra pelo serviço que está sendo ampliado com a perfuração de poços artesianos nos povoados. Ainda assim, a distribuição do líquido é precária por desperdício e furto de água, além da deficiência estrutural.

Somente no povoado Alecrim, um dos maiores de Igreja Nova, a instalação de toda rede hidráulica está orçada em um milhão e oitocentos mil reais, segundo Jaime Silva. Como o município não cobra pela água consumida na zona rural, sequer tem receita própria para manter o sistema operando de modo satisfatório.

Sem sentir no bolso quanto vale a água que abastece sua casa, tem gente que ‘puxa’ água da rede para irrigar pasto, encher reservatórios escavados no chão e até piscinas, como disse o representante da prefeitura de Igreja Nova na Câmara.

Por causa desse consumo irresponsável, famílias ficam sem uma gota de água em casa, gerando reclamação dos moradores que são repassadas aos vereadores, prefeitura, imprensa e até Ministério Público.

Jaime Silva pediu sintonia e apoio da Câmara para resolver os problemas de abastecimento e principalmente para que haja cobrança do uso da água na zona rural. Ele só não disse se a prefeita Vera Dantas também vai querer comprar essa briga com a maior parcela dos eleitores do município, concentrada justamente nos 43 povoados de Igreja Nova.

 

água câmara de vereadores Igreja Nova

Comentários