rasteira?

Eleição para Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Penedo é antecipada

Formação de grupo que tem maioria gerou insatisfação na bancada governista

Eleição para Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Penedo foi antecipada
Arquivo Câmara de Vereadores de Penedo

A eleição para a Mesa Diretora do biênio 2019/2020 da Câmara de Vereadores de Penedo não ocorrerá mais em dezembro. O dispositivo do regimento interno da casa legislativa foi alterado durante a reunião parlamentar realizada nesta semana.

Agora, a votação dos próximos membros da diretoria do legislativo penedense pode ocorrer até de forma extraordinária, mudança que causou insatisfação entre membros da bancada governista que não estão no grupo que se articulou para ocupar os cargos da mesa e ter maioria no plenário.

A queixa dos excluídos ficou registrada no discurso do vereador Bili Marques. Líder da bancada governista e ex-presidente da Câmara de Vereadores de Penedo em legislaturas passadas, ele reclamou por não ter sido convidado para a reunião que teria definido até a composição da próxima Mesa Diretora.

Citado por Bili Marques, o atual presidente da Câmara, Júnior do Tó, negou ter articulado o encontro, justificando que o apoio declarado ao vereador Marcelo Pereira – nome aprovado para ser o próximo presidente da casa – é mérito do jovem colega parlamentar.

Para o vereador Macaxeira Enfermeiro, a observação do presidente serve para quem acredita em Papai Noel e coelhinho da páscoa, conforme declarou com ironia. Macaxeira é outro membro da situação que não está na nova maioria da Câmara de Penedo, grupo que tem adesão de parlamentares da oposição.

Melhor para Marcelo Pereira, político em segundo mandato, sendo eleito em 2012 pelo PT - sigla que abandonou fazendo duras críticas - e reeleito em 2016, pelo PMN. Ele é neto do ex-prefeito Tancredo Pereira e ocupou a condição de vice-líder da bancada de situação na Câmara na gestão atual.

As conversas que Marcelinho, como é conhecido, manteve com os demais parlamentares praticamente garantem sua vitória. São dez votos declarados para ele entre os quinze membros da atual legislatura, o que também representará a segunda derrota - no plenário da Câmara - para Bili Marques na gestão atual.

Em 2017, Bili conseguiu ser reeleito vereador depois de ter perdido o mandato e ensaiou retornar ao comando da Câmara, mas foi superado pela articulação feita por Júnior do Tó. Desapontado com o novo processo do qual se declarou 'alijado', Bili Marques frisou que defendeu a Mesa Diretora contra colegas que detonaram a diretoria da Câmara e agora são parte do grupo que formará a maioria. “Durma com uma dessas”, lamentou o vereador no final do seu discurso.

Bili Marques câmara de vereadores de penedo Penedo

Comentários