Paulo Marcello

Radialista, animador de eventos e mestre de cerimônias. Apresentador do programa Na Mira da Notícia na rádio Gazeta FM Arapiraca. Repórter e blogueiro do Portal 7 Segundos.

Eleições 2018

PTC fará convenção em Arapiraca para anunciar Collor Presidente do Brasil

Ele anunciará seu projeto de recuperação da economia com a realização de reformas

POR: Paulo Marcello
Collor vai disputar a presidência da República de novo
JB

Atualizada às 21h15

O senador e presidenciável Fernando Collor de Mello (PTC) deve anunciar, nos próximos dias, o dia e o local onde vai lançar sua candidatura à presidência da República. 

Aliados mais próximos acreditam que o evento será em Arapiraca, no interior do Estado, assim como ocorreu no lançamento de sua pré-candidatura em Janeiro deste ano, ao lado da presidente estadual do partido e pré-candidata a deputada estadual Célia Rocha.

PTC 

Nesta quarta-feira (11) a assessoria do PTC informou que de acordo com a Legislação Eleitoral, a convenção partidária (cartorial) precisa ser feita na sede estadual no partido, na capital do Estado, mas que Arapiraca também será anfitriã deste momento solene antes da campanha oficial ganhas as ruas.   

Collor na estrada

Por onde Collor passa vai tentando convencer os brasileiros a importância de ir às urnas, sobretudo num dos momentos mais conturbados do país em meio a crises de ordem política e econômica. Collor lembra que foi o primeiro presidente eleito pelo voto popular após a redemocratização.

Collor entra na disputa presidencial anunciando que tem experiência para apresentar e colocar em funcionamento, se vencer o pleito em Outubro, seu projeto de recuperação da economia com a realização de reformas. O senador, que já foi prefeito de Maceió, deputado federal e governador de Alagoas, garante que foi estimulado a voltar a comandar o Palácio do Planalto pelo diagnóstico de que o brasileiro vive um momento de desesperança, desassistência e ressentimento com a classe política.

Como toda campanha política, Fernando Collor não abre mão das frases de efeito ou de um slogan para se apresentar aos seus eleitores. O presidenciável disse que escolheu a frase “A experiência faz a diferença”, para lembrar, por meio de seus discursos, que já fazem 26 anos que deixou o cargo de presidente, em meio a um processo de impeachment.

O presidenciável destacou que suas ideias para voltar a governar o Brasil “nasceram da observação das necessidades atuais do cenário de crise nacional; das soluções empregadas com sucesso em seu governo e também das lições tiradas dos erros cometidos”.

Collor revela ainda que tem como meta voltar a distribuir renda para os trabalhadores mais pobres, por meio da recuperação da economia e da geração de empregos, com o mesmo êxito reconhecido recentemente pelo Banco Mundial ao tratar da abertura comercial promovida em seu governo, no início da década de 1990.

Já sobre as acusações as quais se defende na Operação Lava Lato, o senador garante que “haverá um momento da Justiça em que sua inocência vai prevalecer e demolir acusações que considera infames”. E finaliza: “É preocupante para a democracia quando implicados procuram levar os seus mal feitos à custa da reputação alheia, sem apresentar qualquer dado concreto”, disse Collor.

 

Alagoas Arapiraca Brasil candidato Célia Rocha Collor Eleições Política PTC

Veja Também

Comentários