Carlos Rudney

Brasília em Destaque com Carlos Rudiney. Carlos Rudiney e radialista , jornalista repórter Fotografico,com grande conhecimento com a bancada de Alagoas em Brasília . Tem como cidade Natal , Campo Grande-MS , mas desde 1989 esta totalmente voltado para Alagoas . Trabalhou como apresentador da Voz do Brasil e nas grandes emissoras de radio do BRASIL e de Portugal.

Tá rolando um movimento na Internet!

A frase do ano: Um país que não liga para a corrupção.

?Que país é este que junta milhões numa marcha gay, outros milhões numa marcha evangélica, muitas centenas numa marcha a favor da maconha, mas que não se mobiliza contra a corrupção??

POR: Carlos Rudiney

A frase é de julho de 2014, num artigo que provocou reações no Brasil, mas muitos dos argumentos do autor eram equivocados, pois faziam a comparação entre os indignados da Espanha (e muitos rebeldes na Grécia e em outros países), com a atitude passiva dos brasileiros em face da corrupção.
Uma coisa não tem nada a ver com a outra, mas reconheço que é uma vergonha constatar que os brasileiros não se mobilizam contra a corrupção dos políticos:
“Que país é este que junta milhões numa marcha gay, outros milhões numa marcha evangélica, muitas centenas numa marcha a favor da maconha, mas que não se mobiliza contra a corrupção?”
Aquela velha frase conhecida no mundo dos eleitores que diz: “Rouba, mas faz”, aliado ao comodismo das nossas necessidades, amparado na questão pouco ética de que, se não mexer comigo esta tudo bem. E assim vamos levando, e os anos vão passando, e a velha e nojenta política entranhada na raiz dos que mais precisam, e daqueles que levam alguma vantagem pouco ortodoxa, vai se mantendo viva.
Ensaia-se um movimento pelas redes sociais, marcado para o próximo dia 15 de março, que se ousa dizer: fará com que políticos que não pautaram sua vida dentro da ética, viverão dias de inquisição. A imprensa que é o quinto poder do nosso pais, até agora não deu notoriedade ao movimento embrionário que se alastra pelas redes sociais. Não sabemos se é porque serve-se da fatia do bolo que hora se encontra fatiado sobre a mesa da falta de gestão e comprometimento com os valores morais e cristãos, ou porque os brasileiros como diz a frase publicada no Jornal El Pais da Espanha, realmente não têm capacidade de se unir para por um limite nesta corrupção.
Ao fim, fica o firmamento de vermos ou ouvirmos frases como essa, e ficarmos calados. Ou nos unimos e vamos para as ruas em um movimento pacífico e ordeiro, porém, todos juntos para exigir que o patrimônio do povo, construído com a arrecadação de impostos (altíssimos), seja administrado com respeito, e que a nossa constituição não sirva de papel higiênico do congresso nacional.
 

Comentários