Bastidores

Blog focado em política.

Bastidores

MP quebra a tese de “transparência e ética” da gestão de Rogério Teófilo

Prefeito de Arapiraca terá de responder na Justiça por improbidade administrativa

POR: Berg Morais
Rogerio Teófilo

Após quatro anos tentando pregar a ideia de que sua gestão é pautada na transparência e na ética, o prefeito de Arapiraca Rogério Teófilo (PSDB) acabou sendo desmascarado pelo Ministério Público de Alagoas (MP/AL), que o acusou de realizar contratação de empresa de auditoria sem licitação. Uma denúncia séria que coloca à luz da verdade um governo marcado por corrupção. 

Em 2018, o 7segundos trouxe em primeira mão o escândalo de corrupção na prefeitura de Arapiraca denunciada pelo administrador Luiz Lobo, que acusou o prefeito Rogério Teófilo de ter dado um calote em sua empresa. 

Somente no último dia 29 o MP ajuizou uma ação civil pública pedindo a condenação de Rogério Teófilo por improbidade administrativa. 

Logo Rogério, que desde a campanha usa o nome do pai como referência de moralidade e honestidade, e agora terá que responder na Justiça por ato que – segundo o Ministério Público – atenta contra os princípios da administração pública e viola os “deveres de honestidade, imparcialidade, legalidade e lealdade às instituições”.

Esta é mais uma bomba que deixa ainda mais fragilizado um político caloteiro (segundo Luiz Lobo), com rejeição de 70% (conforme constatado em pesquisas), e que responderá na Justiça por crimes contra a administração pública. 

Agora, só resta uma pergunta: será que foi tudo isso que Rogério aprendeu com o pai, Moacir Teófilo?

bastidores calote Corrupção Ministério Público Política Rogério Teófilo

Veja Também

Comentários