Bastidores

Blog focado em política.

Palmeira dos Índios

Julio Cezar, o prefeito que torna os aliados em inimigos

Severino Pessoa (PRB) e Julio Cezar (PSB)
Assessoria

Em 2016, quando Julio Cezar foi eleito prefeito de Palmeira dos Índios parecia que a cidade viveria um novo momento. Porém, passado quase três anos a história é totalmente outra.

Com popularidade em baixa junto aos moradores, o prefeito acumula demissão de comissionados, escândalos, discussões nas redes sociais e até mesmo problemas familiares.

Mas nada disso é tão impactante quanto à forma que Julio Cezar tem de afastar seus aliados e quem o apoiou. Isso ficou ainda mais evidente com a eleição do ano passado.

Hoje, o prefeito acumula desgastes e rompimentos com pelo menos três importantes nomes: o senador Rodrigo Cunha, o deputado federal Severino Pessoa e a deputada estadual Ângela Garrote.

Os três estiveram ao lado de Julio antes da eleição de 2018 e até mesmo durante o pleito. Porém, as promessas e os acordos não cumpridos pelo prefeito levaram aos rompimentos.

Na eleição, Rodrigo foi deixado de lado para que o prefeito abrigasse Renan Calheiros e Benedito de Lira. Pessoa passou a ser apenas o segundo federal da prefeitura, perdendo pra Marx Beltrão.

Já Garrote via em Julio uma chance de se fortalecer ainda mais em Palmeira, mas também acabou se decepcionando. A parlamentar chegou a discursar fortemente contra o gestor, chamando-o de “maloqueiro”. 

O inferno astral de Julio Cezar não deve parar por aí. Até o pleito de outubro, quando ele concorrerá à reeleição, outros “amigos” se tornarão “inimigos”. É esperar pra ver!

Júlio Cezar Palmeira dos Índios

Comentários